» » Servidores do MPC e TCE participam de palestra com Mario Sergio Cortella

Servidores do MPC e TCE participam de palestra com Mario Sergio Cortella

postado em: Notícias | 0

O Ministério Pú14.03 Palestra Cortella Camera 2 (26)blico de Contas recebeu, na tarde desta quarta-feira(14.03), um dos maiores pensadores brasileiros da atualidade, Mario Sérgio Cortella. A palestra realizada no auditório da Escola Superior do Tribunal de Contas teve o tema “Da oportunidade ao êxito. Mudar é complicado? Acomodar é perecer”.

Mario Sergio Cortella é graduado em Filosofia pela Faculdade Nossa Senhora de Medianeira, mestre, doutor em Educação pela PUC-SP, escritor, professor paranaense, autor de diversas obras no campo da Filosofia e da Educação e foi Secretário de Educação do Estado de São Paulo.

Para Cortella, o serviço público é uma tarefa honrosa com toda dificuldade e tribulação que se tem nesse meio. “A ideia do servidor e da servidora é muito importante desde que esse tipo de serviço seja cada vez mais competente. Um serviço público movido apenas por uma boa intenção é apenas uma boa intenção, essa intenção tem que se concretizar em práticas mais modernizadas”, disse.

O filósofo falou ainda sobre como o tema deve interagir nos trabalhos e no dia a dia dos servidores. “A reflexão da palestra ajuda a pensar um pouco na atitude das pessoas para que elas tenham uma posição proativa de busca e de construção, para que aquilo que é honroso se torne mais honroso ainda”, completou Cortella.

Para a servidora do MPC-MT Natalie Brito Garcia, a palestra provocou reflexão sobre o modo como conduzimos nossa vida pessoal e profissional. “O nosso papel enquanto servidor é o compromisso ético com a excelência, com fazer o nosso melhor e não apenas o que é possível. Estou grat   a pela oportunidade de assistir uma palestra que nos ajuda a ser e fazer melhor”, disse a servidora.14.03 Palestra Cortella Camera 2 (65)

O servidor Yuri Nadaf salientou que a palestra foi muito proveitosa, um combustível a mais. “A palestra contribuiu e muito para o nosso trabalho na instituição e nos estimulou a buscar uma excelência que é o controle da administração pública e o combate à corrupção, além disso nos incentivou a não fazer somente o que for possível, mas dar o nosso melhor para os interesses da sociedade.”